Resultado de pesquisa em Educação do Campo será lançado em Feira durante Seminário

Resultado de pesquisa em Educação do Campo será lançado em Feira durante Seminário

15/03/2016

O Movimento de Organização Comunitária (MOC) participará nesta quarta, 16 de março, do “Seminário sobre Políticas Públicas com Gestores/as, Representantes da Sociedade Civil e Universidades” onde serão devolvidos ao público os resultados de uma pesquisa científica sobre os impactos da metodologia do Projeto CAT (Conhecer, Analisar e Transformar a realidade do campo), nas políticas públicas da Educação do Campo e na aprendizagem das crianças na região semiárida da Bahia. 

A metodologia do CAT é formulada e desenvolvida pelo MOC há 20 anos em parceria com a Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) e movimentos sociais/ sindicais do campo em 21 municípios do Semiárido da Bahia, localizados no Território do Sisal, Bacia do Jacuípe e Portão do Sertão.

O resultado da pesquisa está publicado no livro “A Educação Contextualizada no Semiárido Baiano: A Contribuição do Projeto CAT para as Políticas de Educação e a Escola do Campo”, que será lançado durante o Seminário a partir das 13h30, no Centro Social Urbano (CSU) localizado no bairro Cidade Nova,  em Feira de Santana.

A pesquisa é de iniciativa da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) com apoio do Instituto para Cooperação e Desenvolvimento (ICEP)/ Fundação Optimus, da Áustria. A Coordenação Geral da pesquisa foi realizada pela Profa. Dra. Maria do Socorro Silva (UFCG),  Profa.  Dra. Inaiá Carvalho (UFBA)  e Prof. Ms. Djair Silva, com a colaboração da equipe do MOC e dos pesquisadores de campo.

Com os resultados positivos da pesquisa em mãos, publicado em livro, a ideia é que a metodologia adotada no projeto seja analisada por Gestores para colocar em prática através das políticas públicas que contribuirão para o desenvolvimento rural e urbano dos municípios.

O Projeto CAT integra o Projeto Baú de Leitura que visa a construção de leitores a partir da leitura lúdica, contextualizada e dimensões artísticas.  O projeto envolve atualmente cerca de 21 mil crianças e adolescentes e 1.200  professores/as, 58 coordenadores/as municipais, 42 representantes da sociedade civil e 40 gestores/as.


DOWNLOAD DO ANEXO