MOC celebrou os 20 Anos do Projeto Baú de Leitura

MOC celebrou os 20 Anos do Projeto Baú de Leitura

21/10/2019

É com grande alegria, sentimento de conquista e valorização de um trabalho compartilhado, que celebramos os 20 anos do Projeto Baú de Leitura na Educação Contextualizada. Um projeto que iniciou em 1999 nas escolas e Jornadas Ampliadas, contribuindo para Erradicação do Trabalho Infantil e posteriormente o Baú passou a fazer parte da vida de centenas de escolas do campo e da cidade em dezenas de municípios do Semiárido da Bahia. Sendo assim, o MOC realizou no dia 18 de outubro, no Centro Social Urbano (CSU) bairro Cidade Nova, em Feira de Santana, a celebração dos 20 anos contando histórias e construindo cidadania e também os 30 anos da convenção dos direitos da criança.

Foi com essa vontade de valorizar o aprendizado e sensibilizar meninos e meninas, conscientizando-os sobre o papel da leitura, que o Movimento de Organização Comunitária – MOC, provocado pelo UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância), há 20 anos deu início ao Projeto Baú de Leitura, com ações voltadas à leitura de forma lúdica, contextualizada e reflexiva. Nasceu para melhorar a qualidade da Educação oferecida às crianças e adolescentes nas escolas do Semiárido, inseridas no Programa Estadual de Erradicação do Trabalho Infantil-PETI.

O evento reuniu crianças e adolescentes envolvidos no Projeto, Professores (as) e Coordenadores (as) Municipais do Baú de Leitura, Secretários (as) de Educação dos municípios envolvidos, representantes de organizações da sociedade civil, técnicos do MOC, alguns professores (as) da UEFS dos Departamentos ligados à Educação e convidados especiais que contribuíram na construção do Baú de Leitura.

Para a coordenadora do Programa de Educação do Campo do MOC, Vera Carneiro, comemorar os 20 anos de um Projeto, para todos do MOC é muito gratificante, ressalta que é como colher frutos e tirar a essência desses frutos, tirar as sementes para replantar e multiplicar. ‘’ O Baú de Leitura nesses vinte anos trouxe excelentes resultados, ajudou a combater o trabalho infantil e a praticamente com a erradicação do Trabalho Infantil na região do Sisal, Bacia do Jacuípe, Portal do Sertão, e também contribuiu para provocar um desenvolvimento de cidadania, desenvolvimento humano nas pessoas, as crianças que passaram pelo projeto, muitas hoje estão  adultos e se envolvendo em trabalhos comunitários, em associações comunitárias, em conselhos, sindicatos, sendo líderes em seus municípios e nas suas comunidades. Muitas dessas crianças que estavam condenadas a não ter estudos, por causa do trabalho precoce, hoje estão concluindo graduação em universidades, pós-graduação, mestrados, hoje nós temos escritores que vieram do baú de leitura, dessas experiências, inclusive fizemos até lançamento de livros, nesse momento de celebração dos 20 anos do Projeto Baú de Leitura. Então é um projeto que começamos em 1999, sem ter a noção de como ele seria ampliado e que iria trazer esses grandes resultados. Nossa equipe do MOC é muito grata, pois aprendemos muito, criamos novas concepções de leitura, de educação, fomos ampliando a nossa concepção, aprofundando e melhorando a nossa prática a partir dos ensinamentos, a partir do que o Baú nos proporcionou na troca, no dialogo também com educadores, com pessoas de fora, com outras vivências de leitura. Esse momento de celebrar os 20 anos, foi assim encantador e contar ainda com a presença de uma das principais escritoras, que tem um dos principais livros do Projeto, como a escritora Nye Ribeiro foi mais gratificante ainda, porque ela trouxe a sensibilidade humana do que é se tornar um leitor, uma pessoa leitora e o que é se tornar também uma pessoa escritora e que qualquer um de nós se tiver o incentivo, a motivação, a inspiração e ler muito pode se transformar em uma verdadeira escritora. Eu agradeço a todas as pessoas, todos os municípios, todas as crianças que trouxeram tanto encantamento para esse dia inesquecível”, frisou Vera Carneiro.

A celebração divulgou os desafios e resultados alcançados com o Projeto, bem como fortaleceu a luta por Políticas Públicas de Educação do Campo, tendo o Baú de Leitura como elemento que contribui para a melhoria da qualidade da educação e o desenvolvimento das múltiplas aprendizagens das crianças e adolescentes.

Breno Silva, um dos jovens que foi contemplado com o Projeto Baú de Leitura, conta um pouco da sua alegria e emoção em participar desse momento tão especial.  “Foi um momento de alegria e de muita emoção, eu me vi em cada criança que ali apresentava, na mente ficava passando momentos que vivi por causa do baú de leitura. Sou grato ao MOC pela a oportunidade de vivenciar momentos como esse e pelo convite de nesse dia compartilhar o pouco que sei sobre os direitos das crianças e adolescentes.’’

No momento em que o mundo inteiro comemora também os 30 Anos da Convenção sobre os Direitos da Criança, estamos comemorando os 20 anos do Baú de Leitura, enquanto instrumento de garantia de direitos das crianças e adolescentes, com acesso à literatura e ao mundo imaginário e fantástico da leitura. Para refletir sobre isso, teve uma mesa sobre os 30 ANOS DA CONVENÇÃO INTERNACIONAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA – O BAÚ DE LEITURA ENQUANTO INSTRUMENTO QUE GARANTE DIREITOS, e contou com a contribuição de Bruna Hercog, representando o TDH, Iara Farias (SJDHDS/Coordenação da Infância), Naidison Baptista(MOC/ASA), Rui Pavão, o jovem Breno Santiago, entre outros.

“As pessoas estão perdendo a diversão de aprender a ler, quando a gente aprender a ler, facilita a escrita “, destacou João Pedro, 10 anos e que faz parte do Projeto Baú de Leitura.

As ações do projeto Baú de Leitura trabalha de forma contextualizada, as crianças, adolescentes, famílias e educadores, são mais desinibidas, sabem discutir seus direitos, leem melhor, se reconhece enquanto ser, conhecem e aceitam sua identidade, pois percebem que todos nós temos uma história e precisa ser conhecida e respeitada. O Projeto Baú de Leitura trabalha com a educação contextualizada por meio de três temáticas. A primeira desenvolve atividades referentes à identidade pessoal, social e cultural, abordando a questão do ‘eu’. A segunda temática do projeto trata sobre o meio ambiente, devido à necessidade de despertar a consciência ambiental nas novas gerações. Por último, os educadores do Baú de Leitura trabalham questões relacionadas à cidadania.

A mesa intitulada como “A Literatura Infanto- juvenil através da concepção de leitura lúdica e contextualizada”, teve ilustres presenças como a grande escritora e um dos principais nomes da literatura infantil do Brasil, Nye Ribeiro, autora de diversos livros do Baú, também a escritora Marcia Mendes e Jussara Secondino. Durante a programação ainda aconteceu o lançamento do “Caderno 2: Construindo Saberes para Educação Contextualizada”, (MOC – UEFS – RESAB) que contou com a colaboração de dezenas de educadoras/es e coordenadoras/es de diversos municípios.

O Projeto Baú de Leitura tem extrapolado os muros escolares e conquistado uma dimensão que envolve diversos espaços em toda a comunidade. É por acreditar no amanhã de mudanças que o MOC, comprometido com o presente, reinventa a cada dia o sonho de que todos terão o direito a vivências literárias e que possam anunciar seu imaginário de um mundo melhor, mais alegre e mais justo.

Conquistas

O trabalho com o Projeto Baú de Leitura vem provocando muitas mudanças e já obteve muitos resultados significativos na vida das pessoas e comunidades. Existem grupos de teatros formados, grupos de cultura, de danças, grupos de poesias, bandas de músicas formadas, CDs, poetas, pintores, ambientalistas e até adolescentes e jovens que se inserem nos espaços de participação e construção de  políticas como Conselhos, fóruns, etc.  Ou seja, a leitura no Projeto ela é significativa e serve como instrumento de desenvolvimento humano, para construção de um mundo melhor. É leitura com prazer e letramento, ou seja, a leitura que ajuda a compreender o mundo e viver melhor nele.

Segundo Vera Carneiro, Coordenadora de Educação do Campo Contextualizada do MOC, cerca de 100.000 crianças e adolescentes já passaram pela Metodologia do Baú de Leitura e acessaram a leitura lúdica e contextualizada, também existem mais de 3.000 Baús de Leitura sendo desenvolvidos na Bahia. 

Através do Baú de Leitura Educadores e educandos vem inovando e abrindo espaços interessantes de leitura na escola e nas comunidades. Essas ações fortalecem e ampliam o trabalho iniciado em sala de aula, dinamizando as práticas educativas e envolvendo outros sujeitos no processo educativo.

 

  

Texto e Fotos: Alan Suzarte

Comunicação MOC