Juventudes participam de curso para elaboração de projetos sociais

Juventudes participam de curso para elaboração de projetos sociais

24/09/2019

O Movimento de Organização Comunitária (MOC), através do Eixo de Juventudes do MOC, realizou nos dias 21 e 22 de setembro, o III Módulo do Curso de Elaboração de Projetos Sociais do Consorcio das Juventudes do Semiárido Baiano. Essa ação acontece paralela das demais entidades parceiras no Consócio composto por MOC, EFASE e SASOP e TDH  e teve apoio da Coordenação Ecumênica de Serviços (CESE).

A atividade teve o objetivo de desenvolver habilidades da juventude para elaborar projetos sociais, vivenciar o consórcio a partir de uma experiência comum, realizar o curso tendo a juventude como protagonista desse processo e também elaborar o Projeto Ponte 2020. Durante a programação foram feitos partilha de exercícios, planos operacionais, foi um encontro com muitas reflexões sobre o processo de formação, muito compromisso e entrega dos jovens que participaram durante os dois dias de evento com avaliações, místicas, e um momento de lutar por um sertão mais Justo e por um espaço nas comunidades rurais em que eles possam ter cada vez mais protagonismo.

“E receber o convite em participar desse consórcio, pra mim é uma grande retomada porque a gente tem a oportunidade de retribuir com todos os processos importantes que o MOC nos proporcionou e para além disso na minha vivência, diante das discussões sobre juventude, inclusive meu TCC foi sobre esses desafios, percepções e perspectivas das juventudes rurais, então é como se fosse uma retribuição mesmo. Retribuir para além do MOC, mas também esses jovens que contribuíram para a minha pesquisa, para mim é uma oportunidade muito linda e eu me sinto muito privilegiada em participar desse processo”, destacou Clécia Oliveira, jovem assistida pelo MOC.

Esse encontro deu continuidade a Elaboração de projeto social construído com as Juventudes da Bahia acompanhados pelas entidades do consórcio que TDH apoia e que comungam dos mesmos propósitos e linhas de defesas dos direitos na perspectiva de um novo olhar/fazer que é construir com/para as juventudes. Desejo esse que o MOC já vem nutrindo dentro do seu redesenho de pensar o lugar das juventudes na instituição, pois acredita no protagonismo juvenil na luta e resistência por seus direitos e transformações de suas realidades. O MOC retoma com força sua estratégia com as Juventudes, com a predisposição de fazer com as juventudes, que são forças vivas da instituição, pela autonomia e liberdade de sujeitos protagonistas de suas histórias, para a construção de um Sertão Justo.

Essas ações tem o intuito de construir um projeto social que vem fortalecer essas articulações das juventudes num processo de organização em rede, com a participação das juventudes em construção. É fundamental que haja um reconhecimento do papel das juventudes e nesse sentido o MOC mantém os seus princípios promovendo o reconhecimento das juventudes como protagonistas nesses processos de formação.



Comunicação MOC