A X Feira do Semiárido já começou com a participação do MOC

A X Feira do Semiárido já começou com a participação do MOC

25/10/2016

O MOC participa hoje (25) da "X Feira do Semiárido-Diálogos entre o Campo e a Cidade e os Desafios para os Territórios" que acontece no campus da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) até 27 de outubro deste, apesar da paralisação da instituição aprovada pelos docentes.

“As relações de Gênero no contexto do Semiárido” é o tema debatido em mesa redonda nesta terça (25) por Selma Glória, coordenadora de Programa de Gênero, representante do MOC e do Movimento de Mulheres Trabalhadoras Rurais. A palestra “Cuidar da água para cuidar do solo e cuidar do solo para cuidar da água” que também acontece hoje no Auditório 5 do campus, está sendo ministrada por Naidison Baptista, coordenador geral da ASA Bahia e assessor do MOC.

Diversos grupos de produção assessorados pelo MOC estão expondo seus produtos artesanais ou oriundos da agricultura familiar, apresentando seus saberes, fazeres e as potencialidades da região semiárida onde vivem. “Além desses empreendimentos acompanhados pelo MOC na exposição e comercialização dos produtos, duas cooperativas estão prestando serviços: Cooperede no fornecimento de refeições e hospedagem e a Coociba, do município de Barrocas, no fornecimento das camisas para o evento”, declara Gisleide do Carmo, coordenadora do Programa de Fortalecimento de Empreendimentos Econômicos Solidários (PFEES)que representou o MOC na mesa de abertura do encontro, na noite dessa segunda,24 de outubro.

Neste espaço diverso e democrático a coordenadora no MOC do Programa de Educação do Campo Contextualizada (Peconte), facilitará a oficina “Educaçãodo Campo” a ser realizada nesta quarta (26) no Auditório 3, Módulo IV
.

Parcerias
A realização da Feira é o resultado de parcerias exitosas entre o MOC e diferentes sujeitos envolvendo comunidade acadêmica das instituições de Ensino Superior envolvidas (UEFS, UNEB, UFRB, IF Baiano) a e externa (Sindicatos, cooperativas, Associações Comunitárias, produtores,agricultores familiares e empreendedores rurais, Empresários e empreendedores do semiárido, Movimentos Sociais que discutem e estudam alternativas de convivência com o semiárido, gestores públicos, ONGs) unindo o conhecimento institucionalizado ao conhecimento produzido pelas populações do semiárido.

Nos dias do evento serão realizadas nos três turnos, atividades diversas contemplando manifestações culturais, produção acadêmica e experiências exitosas na região do semiárido. Em paralelo à pauta acadêmica e cultural ocorre uma feira-livre onde são comercializados produtos da agricultura familiar e de grupos de produção orientados pela economia solidária.

Este ano a Feira será realizada de forma integrada com a Semana de Agronomia da UEFS e o I Seminário Estadual de Desenvolvimento Territorial da Bahia (NEDETs) com a intenção de unir esforços e potencializar resultados. A média de público da Feira tem sido de aproximadamente oito mil pessoas circulando durante toda a as realização para este ano a expectativa é que o público chegue na casa dos 20.000 em função do esforço conjunto.

Por:
Maria José Esteves
Programa de Comunicação do MOC