MOC realiza em Feira intercâmbio com crianças e adolescentes do Semiárido

MOC realiza em Feira intercâmbio com crianças e adolescentes do Semiárido

25/05/2016

Aproximadamente 130 pessoas entre crianças, adolescentes e educadores/as de comunidades rurais de municípios do Semiárido baiano participaram neste 25 de maio do “VII Intercâmbio de Troca de Saberes Entre Crianças e Adolescentes de Escolas do Campo do Semiárido Baiano”, organizado pelo Movimento de Organização Comunitária (MOC).

Segundo Vera Carneiro, coordenadora do Programa de Educação do Campo Contextualizada ( PECONTE) o objetivo principal do evento é intercambiar e avaliar os saberes de crianças e adolescentes das escolas do campo na dimensão da educação contextualizada e para convivência com o Semiárido.

O intercâmbio que também contou com a presença de representantes do Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) de Feira de Santana aconteceu no Centro Social Urbano (CSU), município feirense, com uma programação recheada de atividades lúdicas, divertidas, contação de história, oficina de educação biocêntrica ministrada por Dilma Souza, trabalhos em grupos e apresentação teatral representada por crianças contando a história do Sertão e sobre suas comunidades, em sua maioria rurais.

Ainda durante a programação crianças e adolescentes elaboraram uma carta com suas propostas e reivindicações de melhorias para suas escolas e comunidades. Edivan Santos Ferreira, aluno do 5o.ano do Colégio Estadual Edite Machado Boaventura, localizado em Feira de Santana, gostaria de propor mudanças para sua escola. "Queria que minha escola tivesse mais áreas verdes, parques, mais salas com carteiras novas. Acho que isso não acontece porque falta conscientização dos alunos para cuidar das coisas e também pela política e pela pouca verba", ressalta.

A diretora Maria José, da Escola Municipal Antonio Conselheiro localizada na cidade de Santaluz, comunidade de Mucambinho, comentou sobre a importância do "VII Intercâmbio de Troca de Saberes Entre Crianças e Adolescentes de Escolas do Campo do Semiárido Baiano”, organizado pelo Movimento de Organização Comunitária (MOC). "Acho muito importante porque as crianças conseguem se conectar com outros educadores e estudantes. Acontece um aprofundamento da troca de experiência sobre o que trazem e o que levam consigo de volta, uma ampliação do conhecimento do que eles já tem". 

Os parceiros apoiadores da ação são as organizações Kinder e ICEP que promovem projetos voltados aos direitos das crianças e adolescentes.

Por:
Maria José Esteves
Programa de Comunicação do MOC