Encontro Interterritorial discute a importância das sementes crioulas

Encontro Interterritorial discute a importância das sementes crioulas

21/09/2015

Visando reafirmar e fortalecer o debate sobre a importância das sementes crioulas para a soberania e segurança alimentar e nutricional dos povos, o Movimento de Organização Comunitária (MOC) realiza hoje e amanhã, 21 e 22 de setembro, o “Encontro Interterritorial de Sementes Crioulas”.
 
O evento acontece no campus XIV, da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), em Conceição do Coité, com a presença  do Secretário Estadual de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, de Naidison Baptista, presidente do Conselho Nacional de Segurança Alimentar (Consea-BA), Murilo Figueiredo da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (SEMA), de entidades parceiras, membros do poder público estadual e municipal, agricultores/as, e sociedade civil dos Territórios do Sisal, Bacia do Jacuípe e Portal do Sertão. 
 
Além da apresentação do Projeto Sementes do Semiárido acontecem debates com mesas redondas, místicas, testemunhos de experiências por agricultores/as e rodas de prosas sobre a temática. Cerca de 70 pessoas participam do Encontro.
 
Muito cultural entre as famílias agricultoras a troca e guarda de sementes, prática mantida e presente ainda hoje, garante de forma tradicional a continuidade das espécies vegetais e animais, sendo a condição fundamental do melhoramento genético das especiais adaptadas a cada região e principalmente a autonomia e soberania das famílias agricultoras. É nessa troca e prática que se dá a continuidade ao maior patrimônio genético, que assegurará a soberania e segurança alimentar e nutricional.