O Problema Também é Meu - Não a Violência Contra Mulheres

O Problema Também é Meu - Não a Violência Contra Mulheres

O Movimento de Organização Comunitária – MOC com apoio da Actionaid e organizações de mulheres e feministas da região Semiárida da Bahia, lança neste dia 16 de novembro, a Campanha, O Problema Também é Meu – Não a Violência Contra Mulheres”. Esta iniciativa se deu a partir das vivências comunitárias com as mulheres rurais e nos espaços de participação e intervenção política na região Semiárida da Bahia.

 A violência contra as mulheres é uma problemática cultural e para tanto precisa se combatida com ações efetivas de visibilidade e desnaturalização das desigualdades de gênero que tanto afeta a vida das mulheres, em maior número as jovens e negras.

Os municípios da região Semiárida dispõem de equipamentos insuficientes de atenção as mulheres em situação de violência, bem como pouco acesso a informações sobre os mecanismos de proteção importantes para romper com o ciclo da violência, aumentando os índices ou silenciando suas vozes.

De acordo com o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, uma mulher foi assassinada a cada duas horas em 2016 no Brasil.
Infelizmente a Bahia não está longe dessa triste realidade. Somente no primeiro semestre de 2017 já foram registrados mais de 23 mil casos de violência contra as mulheres e mais de 120 feminicídios. Apesar da 
Lei Maria da Penha ser uma das legislações mais avançadas do mundo, é preciso garantir os mecanismos para a sua efetiva aplicação.

Por isso é necessário convocar toda sociedade para [email protected] romper com a cultura do machismo, da violência de gênero que reproduz ideias e comportamentos conservadores inaceitáveis ceifando vidas cotidianamente.

Abrace a Campanha 16 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra as Mulheres!