MOC Rumo aos 50 anos "Compartilhando Experiências Construindo Aprendizagens"

14/09/2017

No mundo atual em que as relações estão muito virtuais, o espaço para guardar a memória está sendo deixado de lado. Nosso objetivo com esta sistematização da história do MOC é disseminar essa experiência. Quando escrevemos e publicamos, eternizamos. Afinal, a história da humanidade foi eternizada através dos registros, principalmente os escritos. E para nós que fazemos parte da sociedade civil organizada e dos movimentos sociais, trazer o memorial de lutas e organização de um povo é muito significativo.

O Movimento de Organização Comunitária - MOC, uma Organização Não Governamental, está próximo de completar 50 anos de atuação no Semiárido da Bahia. Sistematizar sua experiência tornou-se um desafio necessário para nós, pois são tantas vivências e experiências, tantas pessoas que participaram dessa construção, tantos caminhos desbravados e percorridos, tantas lições aprendidas e ensinadas, que tornou-se uma grande tarefa fazer este registro histórico de forma mais aprofundada.

No entanto, motivadas e motivados pela Coordenadoria Ecumênica de Serviços - CESE, iniciamos a construção da memória viva do MOC. Ressaltamos, porém que este caderno de sistematização, é apenas um começo, pretendemos aprofundar na ocasião em que o MOC completará meio século de história. Nele contém alguns momentos de atuação, por décadas. Porém, sabemos que é um breve resumo. No início, houve a grande dúvida: por onde começar? Começamos então com as "sementes vivas" que construíram histórias e reunimos para trazer a memória. Albertino Carneiro, Vera Torres, Luis Silva, Therezinha Menezes, Naidison Baptista, Francisca Baptista, ou seja, pessoas que trabalhavam no início do MOC e outras que ainda trabalham, além de algumas lideranças comunitárias que participaram desde o início. Além de partir da vivência dessas pessoas, fizemos uma leitura minuciosa de todos os Relatórios Anuais do MOC, de outros documentos produzidos, buscamos depoimentos de pessoas e identificando suas principais aprendizagens.

Dividimos por décadas para construir uma linha do tempo. Mas, quando iniciamos percebemos que tinha muito mais e que serão necessários outros momentos, mais tempo e outro material para completar. Este é um começo.

Gostaríamos de agradecer a todas as pessoas que contribuíram para que esta produção fosse possível. Primeiro à CESE, às comunidades que o MOC atua, às pessoas que deram depoimentos vivos e outras que tem experiência, à toda equipe e diretorias do MOC desde o início até os dias atuais, que com dedicação, compromisso político e social, competência e crença no mundo melhor, contribuíram para a existência do MOC e o cumprimento da sua missão. Compartilhamos esta experiência e suas aprendizagens, movidas pelo desejo de que cada pessoa que a ela tenha acesso possa contribuir com a construção de um mundo melhor, mais justo e solidário.



Celia Santos Firmo
Secretária Executiva do MOC

Maria Vandalva L. de Oliveira
Coordenadora Pedagógica

Vera Maria Oliveira Carneiro
Coordenação do Projeto


DOWNLOAD DO ANEXO