ABERTURA DA CAMPANHA DOS 16 DIAS DE ATIVISMO ACONTECEU NA ALBA

ABERTURA DA CAMPANHA DOS 16 DIAS DE ATIVISMO ACONTECEU NA ALBA

22/11/2018

 

O Movimento de Organização Comunitária (MOC) participou da abertura da Campanha dos 16 Dias de Atavismo Pelo Fim da Violência contra as Mulheres, na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), em Salvador, que aconteceu na tarde da última quarta-feira (21) de novembro. A iniciativa foi da Comissão dos Direitos da Mulher e da Bancada Feminina, visando mobilizar a sociedade civil e poder público no enfrentamento e combate à violência de gênero.

 

A atividade contou com a presença de parlamentares, representantes do Governo, de instituições ligadas à defesa dos direitos das mulheres e de movimentos feministas, a exemplo das deputadas Neuza Cadore, Mirela Macedo, Fabíola Mansur e Maria del Carmen, da secretária estadual de Políticas para as Mulheres, Julieta Palmeira, a vereadora Marta Rodrigues, a diretora da CUT Nacional, Elisângela Araújo, as titular da Delegacia de Atendimento à Mulher de Periperi, Simone Moutinho, as titulares das Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) de Brotas e Periperi, Heleneci Nascimento e Simone Moutinho, dentre outras representações.

 

A líder da Bancada Feminina, deputada Neuza Cadore destacou o momento como fundamental para trocas de energias nesta luta e resistência no enfrentamento a violência de gênero, mas exaltou também a indignação, pelo Brasil ser um dos países com maiores índices de violências contra as mulheres. “A assembleia não poderia deixar de ter esse momento onde a gente experimenta a energia da gente e se sente como aquela frase bem falada Ninguém Solta a Mão de Ninguém”, ressaltou a deputada.

 

Vale lembrar, que a Campanha dos 16 Dia de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres é uma mobilização anual, praticada ao mesmo tempo por diversos atores da sociedade civil e poder público engajados nesse enfrentamento, desde sua primeira edição, em 1991, já conquistou a união de cerca de 160 países e  mundialmente, a Campanha se inicia em 25 de novembro, Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, e vai até 10 de dezembro, o Dia Internacional dos Direitos Humanos, passando pelo 6 de dezembro, que é o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres.

 

No Brasil, a Campanha acontece desde 2003 e para destacar a dupla discriminação vivida pelas mulheres negras, as atividades começam em 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, destacando assim as múltiplas descriminações vivenciadas pelas mulheres negras, onde a grande maioria são pobres.

 

O MOC faz parte dos movimentos que abraça essa luta e lança há anos Campanhas de Enfrentamento a Violência contra as Mulheres, paralelo aos 16 Dias de Ativismo, trazendo neste 2018, a Campanha #Pela Vida Não a Violência contra Meninas e Mulheres, reafirmando que vidas humanas importam sim, seguindo combatível a todas as formas opressão e violência que fere a existência humana.

 

Uma exposição temática também integrou a programação e ficará disponível até o dia 28 de novembro na entrada principal da ALBA.





Por: Robervânia Cunha

Programa de Comunicação do MOC - PCOM