MOC realizou Jornada Avaliativa e Formativa das Ações de Educação do Campo Contextualizada

MOC realizou Jornada Avaliativa e Formativa das Ações de Educação do Campo Contextualizada

15/06/2018

#MOC_PorumSertãoJusto

O Movimento de Organização Comunitária (MOC), no período de 12 a 15 de junho, realizou em Feira de Santana, na Pousada Central, uma Jornada Avaliativa e Formativa das Ações de Educação do Campo Contextualizada, desenvolvidas através dos Projetos: CAT – Conhecer, Analisar e Transformar a realidade do campo e Baú de Leitura. Sendo divido em vários momentos, como: Encontros com Coordenações do CAT e Baú; Formação com Professores/as; Seminários com representantes da sociedade civil organizada, oficinas com direções de escolas do campo e intercâmbio pedagógico.

Com esses encontros e oficinas, a Jornada visa avaliar, aprofundar e planejar ações e resultados do trabalho pedagógico nos municípios, a partir da temática da Ficha Pedagógica e Projeto Baú de Leitura, e essas são atividades relacionadas aos projetos apoiados pelo PROJETO BORDRS CROSSING (OMICRON) e PROJETO PARCEIROS POR UM SERTÃO JUSTO- ACTIONAID.

“A Jornada avaliativa em si, ela tem essa característica de realizar várias atividades simultaneamente, e como a gente consegue, a gente traz esse pessoal e eles ficam aqui  concentrados . Essa jornada tem o objetivo principal, de avaliar a caminhada durante o semestre de março até agora, e com essa avaliação dessa caminhada, eles podem perceber os desafios, avanços e as dificuldades encontradas nesse período, depois vamos fazer o monitoramento a partir dos dados qualitativos e quantitativos e no ultimo dia vamos realizar o planejamento de todas as ações do próximo período ”, frisou Ana Paula do Programa de Educação do Campo Contextualizada (PECONTE) do Movimento de Organização Comunitária (MOC).

O Encontro com as Coordenações Municipais, é um momento de avaliar a prática pedagógica desenvolvida nos municípios, aprofundar estudos sobre temáticas relacionadas à Educação do Campo, contribuindo para produção de materiais didáticos contextualizados, planejar ações para próximo período buscando superar as dificuldades encontradas e avançando nos resultados.

“Sempre no início do ano, nós fazemos o planejamento anual com os municípios, os planejamentos da educação do campo contextualizada e no meio do ano a gente avalia como está sendo esse primeiro semestre, quais foram as dificuldades e junto com isso nós realizamos também algumas formações, encontro com os professores e intercambio. Estamos aqui realizando esse processo avaliativo, essa troca de experiências e um intercâmbio cultural ” , frisou Vera Carneiro coordenadora do PECONTE do MOC.

Aldemir do município de Nordestina e professor, participa das atividades do MOC desde o ano passado, e fala que essas atividades só têm acrescentado no seu desenvolvimento profissional e pessoal. “ São experiências riquíssimas e as de hoje principalmente. É um momento muito rico e as vivências que eu vou levar para os meus colegas, eu acredito que é uma bagagem imensa. O MOC, ele nós deixa assim, nós abre um leque de possibilidades e ideias que nós deixam em uma troca de experiências tão grande e que nós enriquecem cada dia mais. A troca de cada município, cada experiência que um traz, uma vivência colocada, a gente só acrescenta no nosso profissionalismo. Eu acredito, que no decorrer desses dias os frutos serão colhidos e quando a gente chegar no nosso município vamos espelhar sementes”, ressaltou Aldemir.

As Oficinas de aprofundamento da metodologia em educação do campo contextualizada, realizadas durante a jornada  
tem o objetivo de avaliar a prática pedagógica desenvolvida nos municípios a partir das ações do projeto CAT e Baú de Leitura, refletir sobre a importância da Educação do Campo contextualizada para Convivência com o Semiárido e o Baú de Leitura nos municípios e desenvolver atividades pedagógicas com diversas temáticas significativas e contextualizadas, com intuito de progredir ainda mais a educação do campo. 

"Está sendo um desafio novo, eu conhecia o programa, mas agora é que estou com a mão na massa realmente. Eu já conhecia o projeto e sei da sua importância para o nosso município e é algo muito rico. Esse encontro hoje, vem só para aperfeiçoar e aumentar a nossa bagagem, foi muito proveitoso, com ideias maravilhosas sobre a nossa educação contextualizada e tenho certeza que vai contribuir de uma forma muito significativa para os nossos professores, para o nosso município em geral e que possa fomentar cada vez mais essa educação contextualizada para as nossas crianças" , ressaltou Andréa Lima, Coordenadora do Báu de leitura do município de Riachão do Jacuípe.

Durante o evento aconteceu ainda dinâmicas de integração, trabalhos em grupos com estudos , produção de material didático contextualizado e depois a socialização e apresentação desses trabalhos desenvolvidos no encontro e ainda na programação cultural, 
o forró do CAT.




Por: Alan Suzarte
Programa de Comunicação do MOC (PCOM)