Lançamento do livrinho que conta a história da comunidade de Tanquinho

Lançamento do livrinho que conta a história da comunidade de Tanquinho

23/05/2018

#MOC_PorumSertaoJusto

Com a participação de crianças, professoras e professores, coordenação e gestão da Escola da Amizade, na Comunidade de Tanquinho, Distrito de Humildes em Feira de Santana, foi construído o primeiro livro da série: Contando Nossa História: Construído Cidadania. No dia 22 de maio, foi feito o lançamento do livro na Escola da Amizade e contou com a participação das famílias, das crianças, adolescentes, professoras e professores e direção da escola.

A construção do livrinho com a história da comunidade, faz parte das ações do Projeto: “Baú de Leitura: Lendo Histórias, Construindo Educação Contextualizada e Cidadania no Semiárido da Bahia”, desenvolvido pelo Movimento de Organização Comunitária (MOC) em parceira com a instituição internacional da Alemanha,
Kinder Missionswerk. É uma ação do projeto Baú de Leitura do MOC, que tem como objetivo fortalecer a identidade, especialmente de comunidades remanescentes de Quilombolas, bem como estimular a pesquisa, a leitura e escrita a partir da história da comunidade.

“Para nós, do MOC, foi um momento muito gratificante, a autoestima das crianças, a alegria, a satisfação em ver seus desenhos e seus nomes no livro, transbordou nos olhos brilhantes. Para as famílias e toda comunidade escolar foi importante, além de pesquisar e conhecer a história da comunidade e ver o que pode melhorar, buscando a cidadania”, ressaltou Vera Carneiro, coordenadora do Programa de Educação do Campo Contextualizada .

Em Tanquinho de Humildes participaram crianças da turma do 4° e 5°ano, da Escola Municipal Amizade que após pesquisarem sobre os primeiros habitantes e registrarem o que ouviram sobre o lugar, ilustraram através de desenhos a história da comunidade. Antes disso, foi apresentada pelas técnicas do Programa de Educação Contextualizada a proposta para a comunidade e a toda escola, a segunda etapa foi para dialogar com as crianças que elaboraram a história, e já deixaram alguns encaminhamentos, e partindo sempre da metodologia do Projeto CAT. A terceira elas colheram as informações e analisaram a pesquisa realizada pelas crianças.
E ontem foi o dia do lançamento oficial do livro, com as crianças, adolescentes, professores que foram autores e com a comunidade.

“Eu sou professora e foi um processo gratificante, emocionante ao ver as crianças pesquisando sobre a história da comunidade, foram várias etapas do desenho até a elaboração. E também o Baú de Leitura incentivou minhas crianças e meus alunos a ler mais e buscar mais conhecimentos que contribuíram para a sua aprendizagem de forma lúdica e encantadora. E o MOC é uma organização maravilhosa, que busca abranger toda a comunidade rural do campo, que precisa desse olhar diferenciado”, frisou a professora Isaura Beatriz.

Uma das participantes do livro, a estudante Geisa, e também moradora da comunidade de Tanquinho fala um pouco sobre a felicidade em fazer parte desse livrinho, ‘’Esta é a primeira vez que eu participo da realização de um livrinho e ao lado de outras crianças da minha comunidade. Foi uma experiência rica e divertida. Hoje, posso dizer que ajudei na construção de um livrinho e vou ficar famosa’’, destacou Geisa.

Morador da comunidade, ator, escreve cordel e professor da escola Amizade, Erivaldo Jesus, que contribuiu na participação do livro com um cordel sobre o processo de construção da história de Tanquinho, conta um pouco sobre o prazer de fazer parte desse livrinho, “Participar desse projeto, junto com essas crianças, com a escola e a comunidade em si, foi de suma importância, porque marca na vida da gente. A minha história como cidadão começa na escola da Amizade, ainda não parou e se eu tenho como dar continuidade, junto com essa escola que foi onde tudo começou, onde eu aprendi a ler e a escrever as minhas primeiras palavras. Então com o trabalho do MOC, isso foi muito gratificante, importante, estou sem palavras e completamente feliz”, afirmou Erivaldo.

Este livro vai contribuir e motivar outras crianças, adolescentes e professores a construírem a história e memória de comunidades e de escolas, especialmente, escolas do campo. O MOC deseja que sirva de instrumento de valorização da identidade e incentivo á construção de leitores. A leitura é sempre uma viagem ao mundo da imaginação e das vivências de pessoas, um lugar especial para ser guardada na nossa memória.




Por Alan Suzarte
Programa de Comunicação do MOC.