Remanescentes de Quilombo: nova história sem “Isauras” e sem “senhores”

02/10/2014

O dia amanhece sem perspectiva de sol e o destino inicial é o município de Biritinga, comunidade de Vila Nova, a 123 km de Feira de Santana. Numa comunidade outrora povoada por escravos fugitivos hoje sem “Isauras” e sem “senhores” entre suas poucas ruas empoeiradas, ali vivem alguns homens e mulheres que desenvolvem atividades coletivas na geração de trabalho e renda, reunindo forças, ações e sonhos. 

Leia mais

A arte do barro: uma transformação social, cultural e coletiva na Comunidade de Sitio Santana

05/08/2014

A Associação Comunitária de Artesãos de Sítio Santana é um reflexo de união, participação popular e cultural. Originários de uma comunidade reconhecida quilombola a população expressa através da arte em barro a valorização de características culturais e coletivas da comunidade de Sítio Santana do município de Lamarão na Bahia. Para uma das líderes da associação, Jaciara Carvalho de Almeida, 36 anos, conhecida como Bia, usar o barro mostrou as pessoas da comunidade a melhor forma de valorizar o lugar onde todos e todas vivem além de mobilizar o coletivo. 

Leia mais

Entre concas de licuri e sonhos possíveis: o intercâmbio a Jacobina e Caém foi um sucesso

21/07/2014

"Essa mostarda dá pra trabalhar lá. Tá linda, Deus benza!", falava Dona Marizete enquanto Seu Juscelino apontava e gritava "Olha gente, a cisterna calçadão ali!”. "Lá nós não temos desse repolho não, mas vamos ter né?", questionava alto a agricultora Ivani num esforço tremendo para se fazer ouvir diante de tantas pessoas falando ao mesmo tempo. “ E como é o nome dele mesmo? Faz salada também? Deus benza!!!!!”, insistia Dona Ivani em meio a muitos comentários maravilhados onde a palavra de ordem era "Deus benza!”

Leia mais

A exemplo do bem-te-vi a família não desistiu do semiárido

09/07/2014

“Até os passarinhos estão voltando pra cá agora” comemora Seu Rafael interrompido por Dona Terezinha que complementa numa felicidade só: “Aqui eles acham o que comer de sobra, porque tem repolho, beterraba, pimentão, alface, cebolinha, coentro, salsa, abóbora... e tem a pimenta que os passarinhos adoram! Ah! Tem também o quiabo, tomate, aipim, maxixão, melancia, acerola, milho, couve, maracujá e outras coisas que eles gostam”, enfatiza.  

Leia mais

Membros do UNICEF conhecem experiências de comunicação do Território do Sisal

07/05/2014

No último dia 30 de abril, representantes do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) visitaram o município de Retirolândia para conhecer algumas experiências de comunicação do Território do Sisal. Os visitantes conheceram o trabalho de comunicação comunitária desenvolvido pela Agência Mandacaru de Comunicação e Cultura (AMAC), das rádios comunitárias da região e também do Projeto Comunicação pelos Direitos desenvolvido pelo Movimento de Organização Comunitária (MOC) com o patrocínio da Petrobras.

Leia mais

Produção orgânica garante renda e qualidade de vida para família de Teofilandia

14/03/2011

Na Comunidade de Vargem Velha no município de Teofilandia na Bahia, uma família tem garantido a sustentabilidade e a geração de renda através do cultivo de hortaliças e frutas, respeitando os princípios da convivência com semiárido.  O casal José Raimundo Soares Souza e a esposa Suzana Ferreira dos Santos sustentam os seis filhos com muita dignidade e amor a terra.

Leia mais

Cisterna calçadão melhora sistema produtivo de famílias no Semiárido

10/05/2009

Família amplia perspectiva de dias melhores após adquirir cisterna de produção, a chamada cisterna calçadão. O agricultor Otávio Barreto, é pai de cinco filhos e diz se orgulhar de viver no campo e tirar do que planta o sustento da família. O amor pela terra e a alegria de conquistar água de qualidade é traduzido em versos de cordel.

Leia mais

Água de qualidade renova vida das famílias do campo

20/01/2009

Um passado próximo, mas que ficou para trás na vida da família de Rosemeire Anunciação de Oliveira. A agricultora que durante toda a sua vida sempre morou na comunidade de Boa Vista da Aroeira, no município de Conceição do Coité, somente agora aos 34 anos de idade adquiriu uma cisterna em casa e viu a sua vida e de toda a família mudar.

Leia mais