Posts Tagged ‘cisternas’

ASA Brasil convoca organizações a lutarem contra as cisternas de plástico

sexta-feira, dezembro 2nd, 2011

A campanha contra as cisternas de plástico PVC continua. Para dar mais força, a coordenação executiva da Articulação no Semi-Árido Brasileiro (ASA Brasil) elaborou um documento com sugestões de ações que devem ser desenvolvidas conjuntamente pelas organizações que integram a rede ASA. O documento sugere que as organizações divulguem os spots radiofônicos nas emissoras de rádio, e que no dia 15 de dezembro as organizações ocupem espaços nas rádios para falar sobre o assunto. Você pode acompanhar a campanha nas redes sociais e através do site www.asabrasil.org.br

ASA manifesta-se contra as cisternas de plástico PVC

sexta-feira, novembro 11th, 2011

Durante a 4ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar, realizada de 07 a 10 de novembro em Salvador, a Articulação no Semi-Árido Brasileiro (ASA Brasil) divulgou um documento manifestando-se contra as cisternas de plástico PVC. O documento valoriza a decisão do Governo Federal em universalizar as cisternas, mas questiona a alternativa do uso do plástico PVC. De acordo com o documento, as cisternas de plástico PVC irão excluir as famílias no que diz respeito a reaplicação da técnica, concentrando toda a construção nas mãos de grandes empresas. Além disso, o custo final da cisterna de placa, com material, construção, formação e acompanhamento técnico é de R$ 2.080,00. A cisterna de plástico PVC é superior às cisternas de placas, podendo o custo final chegar a mais que o dobro.

Pesquisadores vão analisar como famílias estão utilizando a água das cisternas

sexta-feira, julho 15th, 2011

Nos dias 16 e 17 de julho pesquisadores da Universidade da Califórnia estarão visitando comunidades rurais do município de Serrinha para analisar como as famílias estão utilizando a água das cisternas durante o ano. O grupo de pesquisadores vai instalar um equipamento chamado pluviógrafo, que não existe no mercado e foi desenvolvido especialmente por engenheiros da Universidade da Califórnia para estudar de que forma está sendo utilizada a água captada por dez cisternas de consumo humano durante o período de um ano.

Experiência do P1MC representa a Bahia no Prêmio Anu

sexta-feira, janeiro 7th, 2011

O trabalho do Programa 1 Milhão de Cisternas na Bahia foi o vencedor da etapa estadual do Prêmio Anu. Junto com outras 26 iniciativas a experiência passa para a fase final, onde através da votação aberta ao público a partir do dia 07 de janeiro de 2011 pelo site do prêmio, será escolhido um único vencedor. A comunidade rural de Cajazeiras em Conceição do Coité é a experiência representada pelo P1MC. Nesta comunidade diversas famílias foram contempladas pelas cisternas por intermédio da Articulação do Semiárido Baiano (ASA) e do Movimento de Organização Comunitária (MOC).

MOC concorre à Prêmio ANU através da experiência do Programa Um Milhão de Cisternas

sexta-feira, novembro 12th, 2010

Já está disponível no youtube o vídeo sobre o trabalho do Movimento de Organização Comunitária (MOC) e a experiência desenvolvida pela entidade em comunidades rurais do município de Conceição do Coité, através do Programa Um Milhão de Cisternas (P1MC). O vídeo concorre ao Prêmio ANU, uma realização da Central Única das Favelas (CUFA) do Rio de Janeiro, configurando-se como uma iniciativa de desenvolvimento social sustentável, que valoriza as tradições, o trabalho das comunidades e as pessoas. A trama mostra um pouco da história de Dona Florzinha, moradora da comunidade rural de Cajazeiras em Conceição do Coité, e como a cisterna tem mudado a vida desta senhora ajudado a desenvolver a localidade, através da articulação de mulheres e a fundação de um grupo de produção de polpas de frutas. Para ver o vídeo acesse: http://www.youtube.com/watch?v=h1z1zUEOUH0

Mulheres da comunidade do Canto em Serrinha debatem a importância das cisternas

sexta-feira, outubro 8th, 2010

No dia 06 de outubro os programas de Gênero e Água e Segurança Alimentar do Movimento de Organização Comunitária (MOC) realizaram na comunidade do Canto, município de Serrinha a oficina para analisar sobre os impactos das cisternas na vida das mulheres. A atividade reuniu cerca de 12 mulheres, que contaram um pouco das suas vidas e fizeram uma reflexão sobre as dificuldades e melhorias apresentadas antes e depois do recebimento da cisterna. Elas relataram como era difícil caminhar vários quilômetros para carregar água na cabeça, que muitas vezes não tinha boa qualidade e era suja, pois apresentava resíduos de barro e de animais, e como a vida mudou depois da chegada da cisterna, através da melhora da alimentação, da higiene pessoal e inclusive a sobra do tempo para se dedicar a outras atividades como cuidar da casa e o cultivo de verduras e hortaliças.

Pedreiros testam técnica de construção de calçada da cisterna

sexta-feira, setembro 24th, 2010

A Oficina Estadual de Pedreiros, realizada entre os dias 13 e 22 de setembro, na comunidade de Jacuricí da Ponte, no município de Queimadas, reuniu pedreiros, animadores e coordenadores das cinco Unidades Gestoras Territoriais do Programa Uma Terra e Duas Águas no estado da Bahia. Durante a atividade foi utilizada uma técnica de construção que vem sendo testada na construção de algumas cisternas, consiste na substituição do concreto e da junta de dilatação – material utilizado atualmente na construção da calçada, por placas de cimento. Segundo Antônio Carlos Costa Souza, pedreiro que há seis anos constrói na região de Caetité, essa técnica é mais eficiente, pois evita que a calçada da cisterna rache mais facilmente.

Mais famílias serão contempladas com o projeto Cisternas

sexta-feira, setembro 17th, 2010

Famílias de 19 municípios dos territórios da Bacia do Jacuípe, Portal do Sertão e Sisal serão contempladas com a continuidade das ações do Projeto Cisternas: Garantia de água para o consumo humano e produção no semiárido baiano. Nos dias 13 e 14 de setembro, em Serrinha, representantes das Comissões Executivas Municipais estiveram reunidos para planejar as ações a serem executadas nessa nova etapa. De acordo com Ana Glécia, coordenadora do projeto, serão construídas 1.680 cisternas para armazenamento de água destinada ao consumo humano e 180 cisternas destinadas a produção de alimentos. A novidade deste convênio é a ampliação do telhado de algumas casas, evitando assim a exclusão das famílias que possuem menos de 40m² de telhado.

Encontro Microrregional vai discutir ações do Projeto Cisternas

sexta-feira, setembro 10th, 2010

Com o objetivo de traçar ações e estratégias para execução do Projeto Cisternas, o Movimento de Organização Comunitária (MOC), enquanto entidade integrante da ASA Bahia e a Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (SEDES) realizam nos dias 13 e 14 de setembro no Salão de Eventos do Posto Guanabara em Serrinha o Encontro Microrregional do Projeto Cisternas. Entre os participantes, o evento vai reunir representantes das comissões municipais de 19 municípios da área de atuação do projeto, sendo membros da sociedade civil, movimentos de mulheres, sindicatos, igrejas, poder público e associações. Algumas ações que serão debatidas: as comunidades que serão beneficiadas com o processo de construção das cisternas, capacitação de agentes comunitários de saúde e também cronogramas de atividades.

Oficina analisa o impacto das cisternas na vida das mulheres

sexta-feira, julho 30th, 2010

Com o objetivo de discutir e analisar o impacto causado pelas cisternas, na vida das famílias, especialmente das mulheres, os programas de Água e Segurança Alimentar e Gênero do Movimento de Organização Comunitária (MOC) realizaram no dia 29 de julho na comunidade rural de Cajazeiras, município de Conceição do Coité a Oficina sobre o Impacto das Cisternas. Para Dona Maria de Fátima, hoje com a cisterna, a vida mudou e está muito melhor. É possível ter água de qualidade pertinho e ao lado da casa, e hoje já sobra tempo para se dedicar melhor a outras coisas. “Hoje tenho tempo para cuidar melhor da horta, da casa, e até assistir televisão.”, completa. Leia mais