Lançamento da Campanha #PelaVida: Não a Violência contra Meninas e Mulheres será realizada em Retirolândia

Lançamento da Campanha #PelaVida: Não a Violência contra Meninas e Mulheres será realizada em Retirolândia

13/11/2018

Movimento de Organização Comunitária (MOC) realizará mais uma Campanha de Enfrentamento a Violência de Gênero, neste ano de 2018, por isso, se junta novamente com organizações parcerias que pactuam dessa luta e resistência para concretizar em lançamento no dia (16) de novembro, em Retirolândia/BA, no Sindicato de Trabalhadores/as Rurais (SINTRAF), a Campanha #PelaVida: Não a Violência contra Meninas e Mulheres!

E assim, reafirma a defesa pela vida humana e por seus direitos, e com os pés no chão, em especial nos territórios Sisal e Bacia do Jacuípe, segue-se firme e combativa a todas as formas de opressão que fere o corpo, a subjetividade, as histórias, os símbolos e modos de ser e existir. Aderindo a caminhada da Campanha Mundial dos 16 Dias de Ativismo pelo fim da violência Contra as Mulheres, uma mobilização anual, que busca conscientizar a população sobre os diferentes tipos de agressão contra as meninas e mulheres em todo o mundo. 

E ressignificando o compromisso pela vida das meninas e mulheres, esse momento de lançamento da Campanha #PelaVida, segue o proposito de ampliar o acesso a formação e informação na prevenção e enfrentamento a violência contra mulheres e meninas, bem como refletir sobre a desnaturalização da violência contra as meninas e o papel preventivo da família, escola e comunidade, como ainda estabelecer canais de diálogo com o pode público para que esse possa assumir o seu papel na proposição de políticas públicas e ações de prevenções a violência contra as mulheres nos municípios, além de fortalecer as estratégias de comunicação para o enfrentamento a violência e acesso das mulheres aos mecanismos de proteção, isso acontecerá por meio de místicas, palestras, debates, apresentações das ações municípios, entre outro, possibilitando retroalimentar as forças e coragens por o problema que é de todos/as.