II CRB discutiu durante o final de semana a Questão Agrária no Brasil

II CRB discutiu durante o final de semana a Questão Agrária no Brasil

15/07/2018

#MOC_PorumSertaoJusto


Membros da equipe do Movimento de organização Comunitária (MOC) participaram de mais uma etapa do II Curso de Realidade Brasileira do Recôncavo da Bahia (CRB), no último final de semana entre os dias 13 e 15 de julho, em seu 4º módulo, o II CRB levou ampliadas reflexões, discussões e muito incentivos para continuar os estudos em voltada da temática: a Questão Agrária no Brasil, contando com assessoria da companheira Djacira Araújo, da direção nacional do MST. 

Ampliar os conhecimentos e adquirir novos saberes sobre a realidade do país torna-se cada vez mais importante, para fortalecer a luta militante em favor da democratização de direitos para os povos, por isso, nessa quarta etapa foi fundamental para a linha que o curso visa traçar, buscar mais compreensão sobre os processos da Reforma Agrária, que contribuem nessa resistência e insistência em decentralizar bens e garantir uma vida digna para as populações, principalmente, neste momento de desmonte da atual conjuntura política em privatizar direitos, congelar políticas públicas em diversos campos sociais e ainda aprovar leis que agride diretamente a vida das pessoas, a exemplo do pacote de mais veneno na produção de alimentos e do projeto que restringe a comercialização de orgânicos.

E nesse sentido de fortalecimento da luta por um lugar mais justo de se viver, que o MOC colabora também na construção e realização do curso junto a outros movimentos sociais e populares, pois acredita, defende e busca com base em sua missão: “Contribuir para o desenvolvimento sustentável, integral e integrado, a inclusão sociopolítica, econômica e cultural, bem como o exercício da cidadania de populações comumente excluídas, povos e comunidades tradicionais, encampando temáticas emergentes no campo das mudanças climáticas, das múltiplas identidades e na perspectiva da Convivência com o Semiárido e da Agroecologia”. 

Como sempre diz Vandalva Oliveira (Coordenadora Pedagógica do MOC). “O CRB é uma construção coletiva, e particularmente tem sido um processo de aprendizagem e exercício de paciência intergeracional valioso”. Assim, a técnica do MOC expressou sobre a bagagem que leva para casa depois dessa 4ª etapa. “Essa etapa foi muito rica de conhecimentos não dizendo que as outras não foram, mais esse módulo para mim foi um choque de realidade que as vezes não queremos enxergar ou deixamos passar despercebido, enfim foi top”, disse Tailana Lima.



Por: Robervânia Cunha
Programa de Comunicação do MOC