MOC realizou Intercâmbio entre Educadores/as das Escolas do Campo

MOC realizou Intercâmbio entre Educadores/as das Escolas do Campo

14/06/2018

#MOC_PorumSertãoJusto

Aconteceu no dia 13 de junho de 2018, o Intercâmbio Pedagógico com Educadores/as das escolas do campo assistidas pelo Programa de Educação do Campo Contextualizada (PECONTE) do Movimento de Organização Comunitária – MOC e lideranças sindicais de quatro municípios, Araci, Conceição do Coité, Riachão do Jacuípe além de ter como convidado o munícipio de Serrolândia. A atividade aconteceu na Pousada Central, em Feira de Santana e contou como facilitadora Ana Paula Duarte (PECONTE) e o técnico de ATER Francisco Carvalho (PAPAA) ambos do MOC.

O intercâmbio faz parte das atividades do projeto Saberes e Fazeres do Semiárido: direito à alimentação saudável e educação contextualizada, executado pelo MOC em parceria com a Terre des Hommes Suisse (TdH), que objetiva garantir o direito à alimentação de qualidade para crianças e adolescentes do Semiárido baiano. Essas ações fortalecem os processos metodológicos desenvolvidos através da educação contextualizada e do fomento de práticas de produção, comercialização e consumo de alimentos saudáveis.

Esse processo objetiva também intercambiar saberes e práticas pedagógicas na dimensão da alimentação saudável e agroecologia entre educadores e sujeitos do campo, visando motivar e multiplicar as ações do município, garantindo e defendendo essa alimentação de qualidade para crianças e adolescentes na base escolar, fundamental para o desenvolvimento dos alunos.

Segundo a técnica Ana Paula o intercâmbio foi muito rico, porque teve a oportunidade de reunir no mesmo espaço, os professores e agricultores e cada um contar um pouco da sua experiência. “O intercambio é sempre importante, porque esse é momento em que a gente junta vários municípios, às vezes um está sentindo dificuldade em uma determinada área e o outro vem e apresentam alternativas e soluções. Sempre tem meios de fortalecimento, de ideias, de experiências que podem ser multiplicadas, então foi muito rico. Eu avalio, que esse intercâmbio atingiu com o seu objetivo de fortalecer com a alimentação saudável e também de trazer outras perspectivas ‘’, frisou Ana Paula.

Durante a atividade aconteceu apresentação e socialização das experiências com alimentação saudável e agroecológicas com agricultores da comunidade da Baixa de Araci. Os agricultores familiares Edvaldo e José Reis apresentaram experiências focando a importância dos trabalhos com os Bancos de Sementes e avaliaram as ações do projeto para a comunidade, ressaltando o quanto as comunidades se fortalecem com a valorização das práticas agroecológicas e educacionais.

Maria de Fátima, Coordenadora do CAT e Baú de Leitura de Conceição do Coité, falou um pouco da sua participação no intercâmbio. “Participar desse encontro foi um momento enriquecedor, além da gente passar por todo um processo de resgate cultural, através das apresentações dos agricultores de Araci, foi também um momento em que a gente pode ver na prática, que toda teoria estudada dar certo, a gente olhou práticas simples que não requer recursos financeiros para acontecer e que dão muito certo em prol da alimentação saudável e utilizando as técnicas agroecológicas’’, completa.

As ações conjuntas entre os programas do MOC fortalecem o desenvolvimento das comunidades e municípios onde o MOC atua. Promovem a integração e o fortalecimento para Convivência com o Semiárido.



Por: Alan Suzarte
Programa de Comunicação do MOC (PCOM)