MOC participou de Seminário para fortalecer a luta por mais direitos e democracia

MOC participou de Seminário para fortalecer a luta por mais direitos e democracia

19/05/2018

#MOC_PorumSertaoJusto

Membros da equipe do Movimento de Organização Comunitária (MOC), participaram nesse sábado 19 de maio, em Feira de Santana, do Seminário Regional de Formação de Formadores do Congresso do Povo, que reuniu militantes dos territórios: Sisal, Bacia do Jacuípe, Portal do Sertão e Recôncavo para discutirem, refletirem e traçarem planos estratégicos de multiplicação da ideia e do projeto do Congresso do Povo nas bases municipais.

Diante da atual conjuntura que fragiliza e destrói direitos do povo, as lutas se intensificam na busca de conquistar a democracia de um país mais justo e digno do povo viver, no qual as riquezas não fiquem acumuladas nas mãos de poucos, enquanto a maioria passa por necessidade de acessar as políticas públicas como direto. Dessa forma, vale ressaltar que o projeto do Congresso do POVO almeja contribuir na formação do povo brasileiro, para que se despertem na luta com a consciência política, compreendendo que sem mobilização e organização da sociedade, não se consegue conquistar, manter e ampliar os direitos, retrocedendo assim as conquistas se seguir desmobilizados.

O dia seguiu com essa linha de ação, com uma programação bastante produtiva, desde análise da conjuntura política, com palestras e debates fortes até as socializações do que os grupos, divididos por territórios articularam e planejaram para levar de volta em suas bagagens, carregadas de encaminhamentos que serão plantadas como sementes para que se multipliquem em mais e mais gente para unir coragem, persistência e instância em um país mais viável e feliz para o povo Brasileiro.

O MOC acredita em sua missão, em defesa dos direitos humanos, na luta por um sertão mais juto, em um mundo mais democrático, onde as pessoas sejam protagonista das suas vidas, e vivam dignamente, dotados e assegurados de todos os direitos, por isso, a importância de ampliar os conhecimentos dos seus/suas militantes para seguirem nessa luta, que como diz a canção: “Essa ciranda não é minha só ela é de todos nós...”, assim na resistência e resiliência afirmar e reafirmar sua missão sempre.

“Contribuir para o desenvolvimento sustentável, integral e integrado, a inclusão sociopolítica, econômica e cultural, bem como o exercício da cidadania de populações comumente excluídas, povos e comunidades tradicionais, encampando temáticas emergentes no campo das mudanças climáticas, das múltiplas identidades e na perspectiva da Convivência com o Semiárido e da Agroecologia.”.


“Para mudar o Brasil só com um Congresso do Povo”.




Por: Robervânia Cunha
Programa de Comunicação do MOC