A Cooperativa Rede de Produtoras da Bahia assinou Edital do Março Mulher em Salvador

A Cooperativa Rede de Produtoras da Bahia assinou Edital do Março Mulher em Salvador

28/03/2018


A Cooperativa Rede de Produtoras da Bahia (COOPEREDE), que conta com assessoria do Movimento de Organização Comnutária (MOC) através do Programa de Fortalecimento de Empreendimentos Econômicos Solidários (PFEES), assinou nesse 28 de março, o Edital Março Mulher em Salvador, realizado pela Secretaria Estadual de Políticas para as Mulheres da Bahia (SPM-BA), com investimento de até R$ 400 mil, que selecionou diversos projetos de organizações da sociedade civil, visando contribuir para fomentar a autonomia, o empoderamento, a promoção e a defesa dos direitos das mulheres, além da prevenção e enfrentamento à violência de gênero.

Os projetos selecionados segue três modalidade, como: Feira de Inclusão Sócio Produtiva; Pequenos Empreendimentos com aquisição de Equipamentos; e Produção Cultural/Mulheres Criativas. A COOPEREDE que conquistou mais essa oportunidade de fortalecimento e crescimento da Rede desenvolverá ações voltadas para a realização de Feiras, na comercializar dos produtos dos empreendimentos econômicos solidários, além de oficinas de formação para as mulheres.

A Coordenadora da COOPEREDE Joseane Santos que esteve presente para assinar o Edital, ressaltou exitosa que a Cooperativa está atuando em três Territórios: Sisal, Bacia do Jacuípe e Portal do Sertão, com em média de 17 municípios, em torno de 1. 200 mulheres, que são cooperadas e fazem esse trabalho de empoderamento e fortalecimento da agricultura familiar e economia solidária, com empreendimentos que seguem em diversas categorias desde a comercialização para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e também nas Feiras agroecológicas, que é um dos projetos que a Rede tem a preocupação de fortalecer a cada dia.

“Nós somos gratas por estar sendo contemplada com esse Edital, vamos aproveitar, vamos trabalhar para que nos próximos editais possamos conseguir contemplar mais cooperativas e associações porque eu acredito que as mulheres do campo faz a diferença, pois se o povo do campo não colhe, não planta, a sociedade urbano não come”, frisou Joseane Santos parabenizando a secretaria pela inovação do Edital e agradecendo com felicidade por serem contemplada com mais essa oportunidade.





Por: Robervânia Cunha
Programa de Comunicação do MOC - PCOM