“Feira de Saberes, Sabores e Fazeres por um Sertão Justo” foi realizada na Celebração do MOC 50 Anos em Feira de Santana

“Feira de Saberes, Sabores e Fazeres por um Sertão Justo” foi realizada na Celebração do MOC 50 Anos em Feira de Santana

21/10/2017

#2017MOC50Anos
#PorumSertaoJusto

O Hangar da Universidade Estadual de Feira de Santana – UEFS ficou repleto de cores, alegrias e encantos com a “Feira de Saberes, Sabores e Fazeres por um Sertão Justo”, que levou para aquele espaço os produtos da agricultura familiar e economia solidária que foram expostos e comercializados pelos agricultores/as, produtores/as e empreendedores/as dos diversos municípios do Território do Sisal, Portal do Sertão e Bacia do Jacuípe. Essa Feira aconteceu nos dias 17 e 18 de outubro e fez parte da celebração comemorativa do Movimento de Organização Comunitária – MOC que nesse ano de 2017 completa 50 anos de história, lutas e conquistas no Semiárido Baiano.

Na Feira encontravam-se diversos produtos artesanais e agroecológicos, sem perder de vista a diversidade e riqueza cultural, envolvendo o público e os sujeitos que dão sentido ao trabalho e missão do MOC, como agricultores/as familiares, mulheres, jovens, crianças, comunicadores/as, educadores/as e técnicos/as. Com uma movimentação e participação de um público médio de seiscentas pessoas, a Feira contou com o apoio da instituição internacional Actionaid, da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional – CAR/SDR/Governo da Bahia, do Banco do Nordeste/Governo Federal e da Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS.

Na oportunidade aconteceu uma mesa de abertura com a presença de representantes das mais diversas parcerias que contribuíram com a realização dessa Feira. Célia Watanabe (Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural – Bahiater), Veronica Santana (Movimento da Mulher Trabalhadora Rural do Nordeste MMTR-NE), Urbano Carvalho (Coordenador da Fundação de Apoio aos Trabalhadores Rurais da Região do Sisal - FATRES), Eleneide Cordeiro (Arco Sertão Central), Joseane Santos (Coordenadora da Cooperativa Rede de Produtoras da Bahia - COOPEREDE), Kátia Santos (Secretaria de Políticas para Mulheres da Bahia – SPM), 
Wilson Dias (diretor executivo da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional CAR), Celia Firmo (Coordenadora Geral do MOC), entre outras participações.

Segundo Célia Firmo não seria possível comemorar os 50 Anos do MOC sem ter esse momento da Feira, pois o MOC acredita que em todos os seus espaços é preciso reafirmar esse principio fundamental, que é ter a economia solidária e agricultura familiar, por isso esteve presente em cada caravana ou sessão por onde o MOC passou celebrando sua história. “Em todos os eventos que o MOC organizar sempre, sempre e sempre vai ter a presença dos empreendimentos da economia solidária e agricultura familiar. Por isso insisto em dizer que a gente não só defende a economia solidária, a gente prática essa economia solidária, porque para ter um Sertão Justo é preciso respeitar e valorizar os saberes, os sabores e os fazeres das mulheres e dos homens do campo.”, enfatizou a coordenadora, que agradeceu o apoio de cada parceiro que colaborou a concretização desse momento.

No Hangar também aconteceu a Exposição Fotográfica “Olhares Sobre o Sertão”, com obras fotográficas com o olhar voltado ao Sertão, tendo registros belíssimos e característicos do Sertão rico em possibilidades, com seu povo e as suas diversidades, costumes, trabalhos, religiosidade, fauna, flora, relevo, cores e sabores e outras vertentes considerado “Sertão”. Objetivando ainda o incentivo a arte da fotografia, oportunizando o reconhecimento de talentos e o fomento das diversas formas de expressão artística.




Programa de Comunicação do MOC - PCOM